Imóveis indígenas são desocupados no Sertão

Imóveis indígenas são desocupados no Sertão

De acordo com a Polícia Federal, as residências eram ocupadas por não indígenas há cerca de 30 anos. Dois incidentes foram registrados.
14 set 2018

Uma terra indígena de 8.100 hectares nas cidades de Tacaratu, Jatobá e Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, ocupada irregularmente há 30 anos por não indígenas foi desocupada na manhã da quinta-feira (13).

Segundo a Polícia Federal (PF), que divulgou a Operação Pankararu nesta sexta-feira (14), dos 12 imóveis alvo da ação, que foi autorizada em 8 de março de 2018 pela 38ª Vara da Justiça Federal de Serra Talhada, também no Sertão, sete foram desocupados.

A imprecisão do endereço de outros dois imóveis e a presença de moradores idosos em outros três levou os oficiais de justiça a dar um novo prazo de 15 dias. Nesse tempo, os idosos e seus familiares deverão providenciar a saída de suas residências. Os terrenos deverão ser definitivamente liberados pelos posseiros em um prazo de 45 dias.

De acordo com a PF, foram registrados dois incidentes que resultaram na prisão de duas pessoas por desobediência à ordem da Justiça. Alguns ocupantes dos imóveis lançaram pedras contra policias e tentaram resistir à ação policial, inclusive com facões. Não houve registros de feridos graves e o restante da desocupação ocorreu de forma tranquila e pacífica.

Cerca de 100 policiais entre federais e militares participaram da ação, uma parceria entre Polícia Federal, Comando de Operações Táticas (COT), Grupo de Pronta Intervenção (GPI) e Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi).

Via Folha de PE
Comentários
PUBLICIDADE