SDS investiga envolvimento de mais policiais em quadrilha de matadores

SDS investiga envolvimento de mais policiais em quadrilha de matadores

Dos demais envolvidos no crime, um permanece foragido: Israel Pereira Lima Foto: SDS/ Divulgação
11 maio 2015

Matéria: Diário de Pernambuco

Dos demais envolvidos no crime, um permanece foragido: Israel Pereira Lima Foto: SDS/ Divulgação

Dos demais envolvidos no crime, um permanece foragido: Israel Pereira Lima Foto: SDS/ Divulgação

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) está investigando o envolvimentos de policiais em uma organização criminosa envolvida em diversos assassinatos registrados no Sertão do Estado. Três PMs, dois de Pernambuco e um da Paraíba estão entre os quatro presos pela Operação Paz no Sertão, realizada contra contra suspeitos de homicídios no município de Serra Talhada e nas cidades próximas.

O policial paraibano, identificado como Georgenes Alves Pereira, teria encomendado a morte do vereador e PM reformado Cícero Fernandes da Silva, ocorrido no mês passado. A vítima seria o mandante do homicídio do irmão do policial, um policial civil. Dos demais envolvidos no crime, um permanece foragido: Israel Pereira Lima. Os outros dois estão mortos.

A operação prendeu mais três homens, dois deles PMs de Pernambuco, suspeitos de participação em outros homicídios: Luciano de Souza Soares, Cícero Valdevino da Silva. Luciano teria envolvimento em dois assassinatos, enquanto Cícero Valdevino teria matado mais de 30 pessoas, oito apenas este ano. Já Renato Rodrigues da Silva é apontado como autor de dezenas de assassinatos. Wellington Silvestre dos Santos, permanece foragido. Ele é acusado de participar da chacina de Poção, no Agreste do Estado, quando três conselheiros tutelares e uma dona de casa de 63 anos foram mortos a tiros.

Com os presos foram apreendidas nove armas. Foto: Thais Arruda/ DP/ dA Press

Com os presos foram apreendidas nove armas. Foto: Thais Arruda/ DP/ dA Press

Com os presos foram apreendidas nove armas: três revólveres calibre 38, uma pistola 380, duas pistolas 40, uma pistola 765 e duas espingardas calibre 12.Também foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão, a maioria concentrados no município de Serra Talhada. Participaram da ação policial 193 policiais civis e 56 policiais militares, totalizando 249 homens. Detalhes e imagens foram divulgados esta manhã. no auditório da Secretaria de Defesa Social (SDS).

As investigações começaram em março de 2014 para identificar a autoria, materialidade e demais circunstâncias que explicassem uma série de homicídios registrados no sertão pernambucano. Os alvos das investigações eram indivíduos integrantes a uma Organização Criminosa, que além de delitos como porte e tráfico de armas, tinham como atividade principal a prática de homicídios encomendados, quase sempre, movidos pela vingança, originada de brigas entre famílias.
O centro das investigações foi a cidade de Serra Talhada, mais a atuação dos criminosos não possuía fronteiras. Eles agiam também em Floresta, Salgueiro, Mirandiba e em cidades de outros Estados da Federação.

Matéria: Diário de Pernambuco

Comentários
PUBLICIDADE