Notícias

Associação Mão Amiga e Igreja Batista produzem máscaras para doação em Belmonte

Ao todo, 550 máscaras serão doadas para os belmontenses.

Por: em 24/04/2020 às 14h32 atualizado em 24/04/2020 às 14h33

Empatia é um sentimento caracterizado pela capacidade de se colocar no lugar do outro. E tem ficado cada vez mais em evidência, nos últimos meses, com a proliferação da pandemia provocada pela Covid-19.

Nessa perspectiva, a Associação Mão Amiga e a 1ª Igreja Batista, sempre vem fazendo seu papel social, e numa ação voluntária, junto com alunas e uma instrutora do curso de corte e costura, pintura em tecido e crochê, na Vila Delmiro, em São José do Belmonte, produzem máscaras artesanais que serão doadas para pessoas vulneráveis do grupo de risco.

Ao todo, 550 máscaras serão doadas para os belmontenses. A ideia partiu de uma conversa virtual, entre a professora Vera Lucia e alunas, que se uniram para colaborar, junto com o presidente da Associação, Gilvandro Gonçalves.

As máscaras são produzidas pelo grupo, com cada um costurando de casa, utilizando material fornecido pela Associação Mão Amiga e 1ª Igreja Batista, insumos como tecidos, linhas e elásticos utilizados em aulas práticas do curso (costureira, pintura em tecido e crochê) da instituição.

Para o Presidente da Associação Mão Amiga, a ideia foi muito bem vinda. “Recebemos a sugestão com muito orgulho, uma vez que a 1ª Igreja Batista também levanta a bandeira da solidariedade, principalmente nesta fase que estamos atravessando. Ressaltamos sobre a importância da utilização de EPIs e dos cuidados com a educação com a segurança da higiene, como lavar bem as mãos, usar álcool 70%, higienizar os ambientes, dentre outras medidas”.

“Estamos realizando esse ato com muito carinho, para tentar colaborar de alguma forma, mesmo sabendo que o ideal é utilizar a máscara cirúrgica que, infelizmente tem faltado no mercado”, afirmou Pastor César Freitas.

Para as alunas, a ação é uma experiência válida no sentido de prestar ajuda ao próximo. “Podemos contribuir com pessoas que não têm condições de comprar uma máscara e ajudar a se protegerem”, disseram.

Comentários

Desenvolvido por: