Investigação descobre esquema de corrupção na Secretaria de Defesa Social

Investigação descobre esquema de corrupção na Secretaria de Defesa Social

De acordo com Polícia Civil, Ricardo Fentes Gomes, que comandou o Ciods em 2015, confessou ter recebido propina de R$ 400 mil para assinar contratos de prestação de serviços.Três empresários também foram indiciados.
20 abr 2017

O ex-comandante do Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciods) de Pernambuco foi indiciado pela Polícia Civil do estado por corrupção passiva e falsidade ideológica. De acordo com informações repassadas pela corporação, o coronel Ricardo Fentes Gomes, hoje na reserva da Polícia Militar, confessou ter recebido propina de R$ 400 mil para assinar contratos de prestação de serviço, em 2015, primeiro ano de governo de Paulo Câmara (PSB).

O coronel, segundo a Polícia Civil, emitiu certificados falsos de conclusão de serviços. Assim, as empresas, também investigadas durante o inquérito policial, poderiam receber o valor de contrato, mesmo sem ter realizado o trabalho.Segundo o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Angelo Gioia, o caso do coronel já foi enviado à Justiça.

De acordo com o delegado Joselito Amaral, chefe da Polícia Civil, o coronel também será julgado pela corporação. “Ele está sendo submetido a um inquérito disciplinar pela Corregedoria e poderá perder a patente”, explica. Além do indiciamento, ocorrido em fevereiro deste ano e divulgado na manhã desta quinta-feira (20), o oficial foi alvo de um procedimento investigativo aberto pela PM.

Em nota, a Polícia Civil explicou que três empresários também foram indiciados. A corporação atribuiu a eles o envolvimento no crime de corrupção ativa.

O PM e os outros homens são apontados como responsáveis por contratos irregulares para implantação da nova sede do Centro Integrado de Defesa Social. Foram feitos serviços de instalação elétricas e sistemas informatizados. O investimento no complexo, inaugurado em setembro de 2015, no bairro de São José, no Centro do Recife, foi de R$ 1,8 milhão.

O G1 segue tentando localizar o coronel para falar sobre o indiciamento.

Ciods

Com a inauguração das novas instalações do Ciods, a Secvretaria de Defesa Social de Pernambuco anunciou que teria a capacidade de ampliar a ação. Com o sistemas informatizados, o atendente que recebe a ligação também pode acompanhar a ocorrência nos telões. Em seguida, as chamadas sobre todo tipo de problema são encaminhadas para os setores responsáveis mais rapidamente.

Criando há 15 anos, o Ciods é responsável por realizar a coordenação dos meios operacionais dos órgãos da Secretaria de Defesa Social (SDS), Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto de Criminalística. O órgão tem acesso a imagens de quase mil câmeras de monitoramento em 31 municípios como Recife, Olinda, Caruaru, no Agreste, e Petrolina, no Sertão.

Comentários
PUBLICIDADE