Brasil - Mundo

Pedido de liberdade de Lula é liberado para julgamento

Por: em 11/06/2019 às 12h13 atualizado em 11/06/2019 às 12h13

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes liberou, nesta segunda-feira (10), para julgamento o pedido de liberdade apresentado pelo ex-presidente Lula (PT). A Segunda Turma do Supremo deve analisar a solicitação nesta terça-feira (11) ou no dia 25 de junho.

A defesa de Lula apresentou o pedido em 2018, assim que o ex-juiz Sergio Moro aceitou o convite do então presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para comandar o Ministério da Justiça. Enquanto atuava na 13ª Vara Federal de Curitiba, o magistrado foi o responsável pela condenação do ex-presidente no caso do triplex em Guarujá (SP), em 2017.

Lula foi preso em abril de 2018 após ter a condenação confirmada em segunda instância. Um ano depois, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) avaliou o caso e manteve a condenação, no entanto diminuiu a pena.

Fontes afirmam que as conversas de Moro divulgadas pelo site “Intercept”, nas quais ele estaria orientando investigações da Lava Jato, ajudaram a liberar o processo neste momento. Outro pedido de liberdade de Lula também está na pauta de julgamentos do Supremo desta terça-feira (11). Neste caso, a defesa questiona o trabalho do relator da Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Felix Fischer, em relação ao processo do tríplex. Fischer rejeitou, em 2018, absolver o ex-presidente em uma decisão individual.

Comentários

Desenvolvido por: