Brasil - Mundo Destaque

Polícia apreende menor suspeito de ajudar a planejar massacre

Por: em 19/03/2019 às 10h22 atualizado em 19/03/2019 às 10h22

Policiais apreenderam, nesta terça-feira (19), o adolescente de 17 anos suspeito de ajudar a planejar o massacre que deixou dez mortos na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano. Ele foi apreendido em casa e será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Suzano e na sequência para o Fórum da cidade. Ele ficará internado provisoriamente por 45 dias. O prazo poderá ser prorrogado.

Na última quinta-feira (14), o adolescente se apresentou à Justiça e negou a participação no crime. Em seguida, ele foi liberado. Segundo a polícia, após a análise do celular dele e dos assassinos, os aparelhos revelaram conversas sobre o planejamento das mortes.

Representantes da Polícia Civil e do Ministério Público se reuniram na manhã da segunda-feira (18) para analisar as provas colhidas durante a ação de busca e apreensão na residência do adolescente. As diligências foram realizadas na sexta-feira passada (15). O pedido de apreensão foi formulado pela polícia. Num primeiro momento, o Ministério Público foi contra, mas a polícia insistiu e agora obteve com a Justiça a tutela do Estado.

No encontro desta segunda-feira, os investigadores apresentaram provas colhidas em documentos e aparelhos eletrônicos levados da casa do adolescente. A Polícia Civil e o Ministério Público não comentaram sobre as provas por estarem sob segredo de justiça.

Alunos retornam à escola

Nesta terça-feira (19), os estudantes retornam à Escola Estadual Raul Brasil. O funcionamento da escola estava suspenso desde a última quarta-feira (13), dia do massacre. Nesta segunda-feira, alguns estudantes passaram na escola para buscar pertences pessoais deixados para trás no momento da tragédia. Alunos e profissionais de outras escolas estaduais, como da unidade Jandyra Vieira Cunha Barra, preparam cartazes com desenhos e cartas com mensagens de paz, amor, esperança, união, como forma de acolher os que voltarão a frequentar a Escola Raul Brasil.

Via: OP9

Comentários

Desenvolvido por: