Notícias

Ação quer suspender contratações temporárias da prefeitura em ST

Por: em 07/08/2019 às 10h38 atualizado em 07/08/2019 às 12h45

Uma Ação Popular protocolada em nome da advogada Aluska Kallyne pretende suspender o Processo Seletivo Público Simplificado e/ou suas contratações dele decorrentes. O motivo é que a administração municipal estaria violando o princípio da moralidade administrativa.

Segundo a ação, a prefeitura não tem convocado os aprovados fora das vagas do último concurso de 2018. Em vez disso, manipula contratações temporárias para colocar nos cargos quem a administração deseja.

Em março deste ano o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) considerou irregulares quase 1.097 contratações, determinando que todos esses servidores fossem exonerados.

Nessa ação, Aluska Kallyne demonstrou que muitos dos servidores que lograram êxito no processo seletivo são os mesmos na lista das contratações irregulares do TCE-PE. Ou seja, a advogada afirma que o município “está maquiando” essas contratações.

O Blog deixa o espaço a algum representante da prefeitura, caso deseje se pronunciar sobre o assunto.

Via Blog do Carlos Britto

Comentários

Desenvolvido por: