Notícias Serra Talhada

Família presta homenagem à fundadora do Borborema, em Serra Talhada

Homenagem na Capital do Xaxado.

Por: em 18/09/2020 às 06h29 atualizado em 18/09/2020 às 06h29

Esta semana, Luiza Cordeiro, entrou em contato com a redação do Portal Nayn Neto para prestar uma homenagem à sua avó. Esta, conhecida por ‘Mãe Lica’, fundadora do bairro Borborema, em Serra Talhada.

Maria Antônia da Conceição, mais conhecida como ‘Mãe Lica’ faleceu no dia 05.06.2020, prestes à fazer 78 anos de idade. A morte ainda não teve um desfecho, pois ela foi morta e o principal suspeito é o seu próprio neto, o qual está preso aguardando o laudo do IML – Caruraru.

Em conversa com Luiza, ela disse: “A grande história de uma grande mulher, uma guerreira, que foi fundadora do bairro da Borborema. Mãe Lica como era chamada, chegou na cidade de Serra Talhada com 21 anos de idade, em 1963 trazendo nos braços uma filha de apenas 8 meses de nascida, com nome de Socorro. Mãe Lica veio para Serra em busca de arruma um ganho de vida, e por isso começou a trabalhar lavando e passando para os homens que trabalhavam em empresas. Algum tempo depois, ela comprou uma casinha de taipa enfrente o Posto Padre Cícero, onde colocou um restaurante. Além disso ela ajudava quem precisava. Nunca negou nada para ninguém, vendia bebida também. Quando ela terminou de construir a casa, engravidou novamente de seu filho Vital. Criou ele sozinha, junto com sua filha Socorro.”

“Sou neta de Mãe Lica, ela me criou e criou meus irmãos junto com minha mãe e minha outra vó chamada Duca. Mas, justo meu irmão que é o acusado da morte dela, o qual se encontra preso na cadeia daqui de Serra Talhada. Ela também lhe criou, mas entregamos ele a Deus… Enfim, não é por que ela morreu que não é mais uma grande mulher. Todos no bairro da borborema sentem muita falta dela, por que gostava de brincar, era alegre! Todo dia tava sentada na porta, com a maior alegria. Quero agradecer onde ela estiver… Tudo que ela fez por mim e minha filha depois que minha mãe faleceu, nunca nos abandou. Mas veio à deixar aqui essas história de luta e glória dela na Borborema, bairro que ela amava ela fala que só saía no dia que ela morresse…”, finalizou.

Comentários

Desenvolvido por: