Entretenimento

Fãs de Pabllo Vittar denunciam boicotes de rádios

Por: em 12/11/2019 às 15h29 atualizado em 12/11/2019 às 15h29

Nesta terça-feira (12), fãs da drag queen Pabllo Vittar decidiram denunciar rádios que estão boicotando o trabalho da artista. No Twitter, os internautas passaram a postar prints de conversas de WhatsApp onde pediam para as rádios tocarem músicas da artista, porém as respostas eram cheias de insultos e com discursos homofóbicos.

Em um das imagens, um ouvinte aparece pedindo para a rádio Super 89,1 FM, de Papanduva, SC, a música ‘Parabéns’, onde a resposta acabou causando indignação do público. A pessoa responsável pela administração do aplicativo da rádio afirmou que não tocaria Pabllo por não saber se a artista era homem ou mulher e depois acabou deixando claro que havia posições políticas e religiosas em seu argumento.

Momentos depois da repercussão do caso, a Super 89,1 FM afirmou que não toca músicas da artistas apenas pelo gênero musical da rádio ser diferente. No entanto, os ouvintes alegaram que a mesma toca música pop e gênero similares de outros artistas.

Vale lembrar que não é a primeira vez que radialistas e comunicadores expressam o boicote ao trabalho de Pabllo Vittar. No começo deste ano outras rádios já haviam afirmado que não tocariam músicas da estrelas, mesmo contra a demanda popular.

Pabllo é homossexual e nordestino, que divulga seu trabalho como drag queen e que vem se consolidando como a maior artista pop do Brasil na atualidade. O posicionamento político da estrela em favor da comunidade LGBTQ é muito forte e que, por este motivo, vem enfrente críticas de políticos de direita, conservadores e religiosos.

O mais recente trabalho da artista, o álbum ‘111’, foi aclamado pela crítica e deu destaque internacional para a estrela. Pabllo se apresentou com ‘Flash Pose’ e ganhou prêmio de Melhor Artista no Europe Music Awards.

Comentários

Desenvolvido por: