Brasil - Mundo Notícias

Anvisa avalia retomada de testes da vacina de Oxford para Covid-19

Por: em 12/09/2020 às 17h29 atualizado em 12/09/2020 às 17h29

Na tarde deste sábado (12), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou ter recebido informações oficiais da empresa AstraZeneca sobre a reativação dos testes da chamada “vacina de Oxford” contra o coronavírus.

Até o fim da manhã, a Anvisa afirmava aguardar dados da Autoridade Sanitária do Reino Unido (MHRA). No entanto, com as informações do laboratório, a agência anunciou que já dará início, nas próximas horas, ao protocolo de análise sobre a continuidade dos testes no Brasil.

“A Anvisa reitera que está comprometida com a celeridade na análise de todos os dados. Ao mesmo tempo, trabalha para garantir a segurança dos participantes do estudo clínico no Brasil”, diz o comunicado.

Neste sábado, os ensaios clínicos para a vacina desenvolvida em conjunto pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca foram retomados no Reino Unido.

O Ministério da Saúde brasileiro disse que aguarda a liberação da Anvisa e do Comitê Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) para que “os estudos prossigam também com os voluntários do Brasil”.

A liberação da Anvisa, contudo, dependia do envio dessas informações pelas autoridades britânicas.

Leia a nota divulgada pela Anvisa:

“A Agência Nacional de Vigilância Sanitária recebeu, na tarde deste sábado (12/9), da empresa AstraZeneca, as informações necessárias para iniciar a análise de reativação do estudo clínico com a vacina da Universidade de Oxford no Brasil.

Depois do anúncio de retomada do estudo no Reino Unido, feito pela Universidade de Oxford, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária vai seguir, nas próximas horas, o protocolo de análise necessário para avaliar o pedido.

A Anvisa reitera que está comprometida com a celeridade na análise de todos os dados. Ao mesmo tempo, trabalha para garantir a segurança dos participantes do estudo clínico no Brasil.” Via G1

Comentários

Desenvolvido por: