Notícias

Balança comercial tem déficit de US$ 5,15 bilhões no primeiro trimestre

Por: em 02/04/2013 às 00h07 atualizado em 02/04/2013 às 00h08

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 164 milhões em março, informou nesta segunda-feira (1º) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). É o pior resultado para o mês desde 2001.

De acordo com o MDIC, as exportações brasileiras somaram US$ 19,323 bilhões em março, crescimento de 1,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Já as importações alcançaram US$ 19,159 bilhões – o valor é recorde para março e representa aumento de 11,6% na comparação com o mesmo mês de 2012.

O resultado das exportações menos importações é o superávit de US$ 164 milhões, valor 91,9% inferior ao registrado em março de 2012 (superávit de US$ 2,020 bilhões).

No primeiro trimestre de 2013, porém, o déficit acumulado é de US$ 5,15 bilhões. Em igual período do ano passado, o país havia registrado superávit de US$ 2,419 bilhões.

Em janeiro deste ano, a balança comercial teve um resultado negativo de US$ 4,03 bilhões, no que foi o pior mês de toda a série histórica do Banco Central, que tem início em 1959. Já em fevereiro foi registrado um resultado negativo de US$ 1,27 bilhão – o pior fevereiro da história.

De acordo com o MDIC, as exportações brasileiras somaram US$ 19,323 bilhões em março, crescimento de 1,6% na comparação com igual mês do ano passado. Já as importações alcançaram US$ 19,159 bilhões – o valor é recorde para março e representa aumento de 11,6% na comparação com o mesmo mês de 2012.

O resultado das exportações menos importações é o superávit de US$ 164 milhões, valor 91,9% inferior ao registrado em março de 2012 (superávit de US$ 2,020 bilhões).

Governo espera superávit em 2013
Em entrevista após a divulgação do relatório, a secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Tatiana Prazeres, disse que as exportações do país continuam no mesmo patamar registrado em 2011 e 2012, quando o país bateu recorde de vendas ao exterior.

E, apesar do começo de ano com déficit recorde, ela reafirmou a expectativa do governo de que a balança comercial brasileira vai ter superávit em 2013.

De acordo com a secretária, houve queda nas exportações de produtos básicos em março, com destaque para petróleo, motivado pela redução na produção e aumento do consumo interno.

Por outro lado, houve alta nas exportações de produtos semimanufaturados, como o açúcar (+ 32%), e manufaturados, como automóveis (+ 4,9%) e geradores e motores elétricos (+ 4,3%).

Com relação às importações, o destaque foi para bens de capital, com aumento de 12%, além de combustíveis, cujas importações em março foram 15,8% maiores que no mesmo mês do ano passado.

Via G1

Comentários

Desenvolvido por: