Brasil - Mundo Notícias

Barroso: Eleições podem ter horários para votação, para evitar aglomeração

As eleições 2020 serão adiadas ou unificadas?

Por: em 06/05/2020 às 09h35 atualizado em 06/05/2020 às 09h36

O ministro Luís Roberto Barroso, futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), estuda propor ao Congresso Nacional a possibilidade para minimizar a formação de aglomerações durante as eleições municipais, estabelecer horários específicos de acordo com a idade do eleitor.

Segundo as informações do jornal Valor Econômico, uma das possibilidade seria segmentar o sufrágio em dois fins de semana seguidos. Desta maneira, as próximas eleições municipais seriam realizadas em quatro dias – dois sábados e domingos consecutivos.

No final do mês de abril, Barroso – que é contrário ao adiamento das eleições – já havia citado essa possibilidade durante uma live. “Quem sabe fazer [as eleições] sábado e domingo, e no outro sábado e domingo. São ideias. A gente tem que fazer brainstorming [debate] para pensar como fazer”, disse na ocasião.

Também de acordo com a publicação, um dos fatores considerados para formulação destas hipóteses é que, para 2020, a Justiça Eleitoral dispõe de 93 mil urnas a menos – o que aumentaria o número de eleitores por equipamento, favorecendo a formação de filas.

Barroso, que assume a presidência do TSE no dia 25, espera que se for realmente necessário postergar a votação, isso represente um atraso de poucas semanas. O primeiro fim de semana de dezembro é considerado a data-limite, para que não haja necessidade de prorrogar o mandato dos prefeitos e vereadores eleitos em 2016.

Comentários

Desenvolvido por: