Entretenimento

Beleza cultural e musical na cidade de Carnaíba, Sertão do Pajeú

Por: em 04/11/2020 às 14h00 atualizado em 04/11/2020 às 13h13

No Sertão do Pajeú, na cidade de Carnaíba, a terra de Zé Dantas, o maior parceiro de Luiz Gonzaga, é o maior berço de sanfoneiros do semiárido nordestino. De tão musical, a cidade de Carnaíba ganhou uma escola de música instrumental no primeiro governo Anchieta Patriota (PSB).

A escola forma sanfoneiros, saxofonistas, flautistas, violinistas e até pianistas. Orgulho nordestino, reproduz também orquestras cidadãs, como a do Coque. Segundo Magno Martins, o Pajeú tem muitas Severinas sombreadas pelos tumores da seca.

Mas tem Severinas também tocadoras e sabiás de voz aveludada como Monique D’ Ângelo, deste vídeo me enviado pela poetisa Mariana Telles, outra sabiá, mas do improviso.

Monique é vocalista da banda As Severinas, do meu Pajeú. São três, do trio pé de serra: Isabelly Moreira (triângulo, vocais e declamações), Monique D’Angelo (vocal e sanfona) e Marília Correia (zabumba). Todas do Sertão do Pajeú. O grupo canta, encanta e declama.

Além disso, declama Lourival Batista, Rogaciano Leite e tantos outros monstros sagrados da poesia glosada do reinado que Deus já chamou para cantoria no céu. Monique bem que poderia viver da arte de tão talentosa, mas é advogada e professora acadêmica em Mossoró (RN).

Comentários

Desenvolvido por: