Curiosidades Notícias

Cientistas encontram um dos materiais mais escuros do mundo em peixe

Nova pesquisa, publicada nesta quinta-feira (16) na revista Current Biology, acaba de revelar que um dos materiais mais escuros existentes na Terra é de um ser vivo

Por: em 17/07/2020 às 04h30 atualizado em 17/07/2020 às 06h39

Uma nova pesquisa, publicada nesta quinta-feira (16) na revista Current Biology, acaba de revelar que um dos materiais mais escuros existentes na Terra é de um ser vivo. Foi descoberto que 16 espécies de peixes que vivem no mar profundo, alguns deles sem qualquer grau de relação, usam uma camuflagem que deixa a pele ultrapreta, refletindo menos de 0.5% da luz.

Nas regiões abissais do mar, a luz do Sol é praticamente inexistente, então organismos bioluminescentes acabam acendendo dentro da água, fazendo com que esses animais marinhos precisem aprender a se camuflar. Segundo os pesquisadores, o tom de preto recém-descoberto dessas espécies é ainda mais escuro que o preto de pneus novos e de fita isolante, por exemplo.

Além da função primordial da pele extremamente preta, que é de se camuflar e evitar virar presa, as propriedades do peixe podem ajudar a inspirar tecnologias inovadoras. Os autores do estudo acreditam que a descoberta pode ajudar no desenvolvimento de materiais ultraescuros que podem ser usados na fabricação de telescópios, câmeras e materiais de camuflagem.

Fonte: Canal Tech

Comentários

Desenvolvido por: