Notícias

Corpo de protético espera IML por quase 10 horas, revoltando os familiares e população

Por: em 25/04/2013 às 14h10 atualizado em 25/04/2013 às 14h14

RABECÃO-Rabecão_IML_Pernambuco1

Os familiares do protético assassinado esta semana dentro da sua própria residência, em Serra Talhada, sofreram muito, pois o corpo ficou por quase dez horas dentro da residência aguardando o “rabecão” um veículo utilizado para transporte de cadáveres.

A dor da família em presenciar o corpo de Paulo Marcos de Lima, uma cena macabra que marcou para sempre os familiares, isso tudo porque Serra Talhada ainda não tem um IML .

A população está revoltada e indignada porque apesar de tantos representantes do governo e 4 deputados, amigos de Lula e de Dilma e tantos outros, o município ainda está engatinhando nesse sentido. (Secretário do Povo)

Comentários

Desenvolvido por: