Brasil - Mundo Política

Deputado quer proibir comícios e eventos com aglomerações nas eleições 2020

O deputado disse que: “Precisamos ter a consciência de que, tão importante quanto conter o atual surto"

Por: em 03/07/2020 às 08h41 atualizado em 03/07/2020 às 08h41

Foi protocolado pelo deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE), nesta quinta-feira (02), o projeto de lei 3602/20, que proíbe a realização de comícios e eventos que gerem aglomerações na campanha eleitoral, enquanto perdurar o estado de emergência de saúde pública por causa da pandemia de covid19.

Nessa quarta-feira (01), a Câmara dos Deputados aprovou o adiamento das eleições para novembro, que foi promulgado pelo Congresso Nacional também nesta quinta.

O projeto, contudo, não pretende fazer uma alteração permanente na legislação eleitoral, mas uma mudança pontual em decorrência da pandemia e da recomendação sanitária de evitar aglomerações.

De acordo com as informações, a proposta também destaca que compete ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em consonância com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), editarregulamento referente às medidas que garantam a segurança sanitária de mesários e eleitores durante a votação para eleição municipal em 2020, incluindo aquelas necessárias à manutenção sanitária de evitar aglomerações.

O deputado disse que: “Precisamos ter a consciência de que, tão importante quanto conter o atual surto, é essencial evitar que surjam novos casos. Mesmo que nos próximos meses o surto mais grave seja controlado, apenas a manutenção de medidas sanitárias corretas garantirá a preservação de nossa saúde. Proponho que não se realizem comícios nem outras atividades de campanha que impliquem na aglomeração de pessoas. Possuímos ferramentas digitais que podem nos auxiliar e sanar a lacuna deixada pela proibição de comícios”, justiça. Com informações do Blog do Jamildo.

Comentários

Desenvolvido por: