Notícias

Em Belmonte, professores comemoram aprovação do rateio dos precatórios pelo Senado

Só falta Bolsonaro sancionar a Lei do rateio dos precatórios do Fundef com professores

Por: em 19/08/2020 às 09h38 atualizado em 19/08/2020 às 10h00

Na manhã desta quarta-feira (19), um aluno que mora em São José do Belmonte e faz faculdade em Serra Talhada, enviou uma nota para comemorar a conquista dos professores, o rateio dos precatórios do Fundef.

“Abaixo-assinados? Movimentos? Protestos? Mobilizações? ‘Panelaços’? Que nada, para a alegria dos professores belmontenses, tudo isso e, principalmente, os incansáveis apelos a alguns vereadores e ao prefeito do município de São José do Belmonte, são coisas do passado. Felizmente, ao que parece, graças a Deus, a novela envolvendo os professores e o prefeito Romonilson Mariano, há de ter um final feliz, mesmo contra a vontade do gestor. Resta, apenas, uma canetada do presidente Bolsonaro, para garantir os direitos aos educadores”, disse o aluno.

Leia o que o aluno disse: “Na noite dessa terça-feira (18), emocionado, o deputado federal, Fernando Rodolfo, anunciou e comemorou bastante, nas suas redes sociais, mais uma vitória da classe, que foi a aprovação, no Senado Federal, do Projeto de Lei que garante o rateio dos precatórios do Fundef com os educadores, o qual já havia sido aprovado na Câmara dos deputados, restando, apenas, para o fim do capítulo, a sanção do presidente Jair Messias Bolsonaro.

No vídeo, Fernando Rodolfo fala da luta que travou em prol dos professores e do apelo aos prefeitos, coisa que, segundo o deputado, “é coisa do passado”. De fato, todos os belmontenses sabem da luta travada pelo deputado e pelos professores, bastante árdua, mas que, agora, estão sendo recompensados com mais uma grande vitória. Os professores, que tanto se humilharam, passaram dias de sono, dias de sofrimento, alguns, até, adoeceram, em virtude da confiança e, posteriormente, decepção, nas promessas falsas feitas pelo gestor municipal, de que, assim que o recurso estivesse em conta, efetivaria o pagamento, mas que, depois que viu o dinheiro, preferiu se agarrar, por maldade e perseguição à classe, ao acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU), algo preterido por outros prefeitos, que preferiram não colocar obstáculos, visto que, o rateio dos recursos não é favor, mas um direito do professor, um reconhecimento àqueles que trabalharam, que lutaram, que cumpriram suas missões em épocas passadas.

Rodolfo, rasgou o verbo contra prefeitos ‘malandros’. “Nós lutamos muito. Eu me orgulho da luta que travei em favor dos professores, pois enquanto a coisa estava difícil de aprovar, eu estava na rua, eu estava na estrada, eu estava comprando briga com prefeito que vivia enganando o professor. E eu dizia a todos que, enquanto prefeito e professor, eu preferia o professor, haja vista essa causa não ser bem aceita pelos prefeitos, que queriam, simplesmente, pegar os 100% dos recursos e usar para fazer obras na área de Educação e, em alguns casos, alguns usavam até para roubar, meter a mão nesse dinheiro que é do professor”, enfatizou.

O deputado, que está contando os dias para a canetada de Bolsonaro, aproveitou para dizer que, a partir daí, acabou historinhas e mentirinhas de prefeitos, e conclamou os professores para outra grande luta. “Resta, apenas, aguardar a sanção do Projeto pelo presidente Bolsonaro, que tem 15 dias úteis, a partir desta quarta-feira (19) para, em apenas uma canetada, garantir os direitos dos professores. Aí não vai ter prefeito nenhum mentindo pra professor, dizendo que não pode pagar. Acabou aquela história do acórdão do TCU. Acabou aquela ação no STF. Acabou a história de depender de prefeito pra mandar projeto de Lei pra Câmara Municipal. Os prefeitos que não queriam pagar aos professores e passaram todo esse tempo mentindo e enganando o professor, que comecem a ser cobrados após a sanção do presidente, porque esse dinheiro é seu, está garantido na Lei. Sem precatório, sem voto. Isso funciona. O prefeito que pegou seu dinheiro e não preservou os 60%, meta chumbo nele nas urnas, vote contra, o derrote, pois quem não valoriza o professor, não merece ser votado. Nos municípios onde o dinheiro ainda tá lá, ou tá bloqueado, ou ainda não chegou, pode ficar certo de que, mais dia ou menos dia, vai chegar na sua conta. Entrou em vigor a Lei, já pode pagar”, conclamou o parlamentar.

Vitória dos professores! Senado aprova lei que garante rateio dos precatórios do Fundef

Posted by Fernando Rodolfo on Tuesday, August 18, 2020

Caros belmontenses, sem dúvida alguma, essa é uma tremenda vitória para os professores e professoras do município, pessoas honradas, íntegras, trabalhadoras, que deixam seus lares diariamente, para formar novos cidadãos, vivenciando uma realidade completamente diferente da que o governo municipal tenta pregar, não tendo o reconhecimento suficiente e necessário, tanto financeiramente – recebendo uma miséria de salário – quanto nas instituições de ensino – devido a precariedade de estrutura física, carência de materiais, insumos e equipamentos, dentre outros problemas que os mesmos, caladinhos, enfrentam dia após dia. Inegavelmente, essa vitória, venhamos e convenhamos, veio no período certo, para mostrar a todas as famílias belmontenses que o momento exige a reflexão de cada cidadão e cidadã, para que cada um tenha sempre em mente que nada na vida se consegue sem luta, que a luta e união de todos, vencem todo e qualquer desgoverno, retrocesso, desmando, e derrota todo aquele que pensa que tudo pode, que tudo faz, que todos compram, que todos enganam e que tudo tem que ser cumprido de acordo com o seu bel-prazer. Basta, apenas, a consciência de cada um, no momento certo. Vale a pena lutar.”, finalizou.

Comentários

Desenvolvido por: