Notícias

Fundação Joaquim Nabuco conta a história de Calumbi

A Fundação Joaquim Nabuco, em seu projeto 'História dos Municípios de Pernambuco', contou um pouco sobre a trajetória da cidade de Calumbi.

Por: em 23/04/2020 às 11h50 atualizado em 23/04/2020 às 11h50

A Fundação Joaquim Nabuco, em seu projeto ‘História dos Municípios de Pernambuco’, contou um pouco sobre a trajetória da cidade de Calumbi, município vizinho à Serra Talhada.

Confira um pouco da história:

As terras onde localiza-se atualmente o município de Calumbi, na região sertaneja do Pajeú pernambucano, pertenciam à família Barbosa -a primeira a chegar no local. Uma das primeiras construções ali feitas -quando o povoamento do município começou a crescer- foi a igreja em devoção à Nossa Senhora da Conceição. É lá onde comemora-se, em todo 8 de dezembro desde 1877, a festa em homenagem a Santa.


Inicialmente, o local foi batizado de São Serafim, à época subordinado ao município de Flores. Em 31 de março de 1938, o distrito de São Serafim passou a ser chamado de Calumbi. Segundo populares, o município recebeu essa nomenclatura em virtude da grande quantidade da planta arbustiva de mesmo nome. Em 20 de dezembro de 1963, Calumbi foi elevado à categoria de município.

DADOS DO MUNICÍPIO

Considerada uma das cidades menos populosas da Microrregião do Pajeú, Calumbi registrou 5.750 habitantes, de acordo com dados do ano de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Alguns locais do município são bastante frequentados pelos moradores, dentre eles a Capela do Padre Cícero, a Praça da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, a imagem em homenagem ao Cristo Redentor da região e Parque de Vaquejada União.

A atividade econômica predominante da região é a agricultura. Possui lavouras temporárias de algodão herbáceo, feijão, mandioca e milho. Além de lavoura permanente de banana. A economia pecuária também movimenta o local. Situado na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, a distância entre o município de Calumbi e o Recife é de 409 quilômetros.


Calumbi encontra-se também na Bacia Hidrográfica do Rio Pajeú, em que seus principais tributários são o Rio Pajeú e alguns riachos de regime intermitente.

Comentários

Desenvolvido por: