Brasil - Mundo

Governo desiste de antecipação da 2ª parcela do auxílio emergencial

Através de nota, o Ministério da Cidadania afirmou que recebeu recomendação da Controladoria Geral da União (CGU) a respeito da impossibilidade.

Por: em 23/04/2020 às 11h31 atualizado em 23/04/2020 às 11h31

Nesta quarta-feira (22), o Governo Federal informou que por falta de recursos, a antecipação da segunda parcela do Auxílio Emergencial não terá mais início nesta quinta-feira (23).

Auxílio Emergencial

Através de nota, o Ministério da Cidadania afirmou que recebeu recomendação da Controladoria Geral da União (CGU) a respeito da impossibilidade de efetuar novos depósitos. “Por fatores legais e orçamentários, estamos impedidos legalmente de fazer a antecipação da segunda parcela do auxílio emergencial”.

A Caixa prevê que vai liberar o restante do crédito da 1ª parcela em maio. “Todos os que forem elegíveis de acordo com a lei irão receber”, promete o ministério, que diz que o pagamento da 1ª parcela do auxílio para beneficiários do Bolsa Família não será prejudicado. O valor transferido à Caixa Econômica Federal – responsável pelos pagamentos – será suficiente para auxiliar 43 milhões de pessoas até o fim de abril.

Cerca de 30 milhões de pessoas receberam até esta quarta-feira (22) o total de R$ 22 bilhões, segundo o governo. A Dataprev, segundo nota, recebeu 45 milhões de cadastramentos de 7 a 10 de abril, dos quais processou 32 milhões. De 11 a 17 de abril, foram 7 milhões de solicitações concluídas.

Comentários

Desenvolvido por: