Pernambuco

Grito da Terra Pernambuco pede, no Centro do Recife, ações para o campo

Por: em 30/04/2013 às 18h19 atualizado em 30/04/2013 às 18h19

50

Moradores das áreas rurais de Pernambuco, afetados pela estiagem que castiga desde o Sertão até a Zona da Mata do Estado, marcham, na tarde desta terça-feira (30), pelas ruas do Centro do Recife para pedir melhoria nas suas condições de vida e de trabalho. Uma pauta de reivindicações foi encaminhada ao governo estadual há cerca de duas semanas.

A concentração dos trabalhadores rurais foi iniciada por volta do meio-dia na sede da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape), na Rua Gervásio Pires, no bairro da Boa Vista. De lá, saíram por volta das 14h30, com aproximadamente meia hora de atraso em relação ao horário marcado, em direção ao Palácio do Campo das Princesas, em Santo Antônio. A passeata passa pela Conde da Boa Vista, palco constante de protestos na capital.

No Palácio do Campo das Princesas, antiga sede do Governo do Estado, o governador Eduardo Campos tem reunião desde as 14h30 com uma comissão com 20 membros da Fetape para debater as propostas do governo. Depois, deve falar aos manifestantes no mesmo local.

Segundo a Fetape, caravanas de agricultores familiares que perderam os animais e a produção na seca dos trabalhadores rurais assalariados que sofrem com a crise do setor sucroalcooleiro chegaram no fim desta manhã à Gervásio Pires. Através de panfletos, faixas e falas em um trio elétrico e um carro de som, eles reivindicam que o campo seja incluído no processo de desenvolvimento de Pernambuco.(NE10)

Comentários

Desenvolvido por: