Foto notícia

Jovem que matou homem após estupro é liberada, em Fortaleza

Por: em 25/04/2013 às 14h24 atualizado em 25/04/2013 às 14h24

adolescente

A adolescente que diz ter matado o homem que a estuprou, na última terça-feira (23), já está com a família. Segundo a titular da Delegacia da Criança e do Adolescente, Yolanda Queiroz, o laudo do Instituto Médico Legal confirmou o estupro e que a jovem era virgem quando foi violentada, no Bairro Centro, em Fortaleza. A adolescente não deve sofrer medida punitiva, pois agiu em legítima defesa.

A delegada afirmou que já ouviu todos os depoimentos das pessoas envolvidas e de testemunhas. De acordo com ela, na madrugada de terça-feira, a mãe da adolescente contou ter sido espancada pelo companheiro e desmaiado perto da pousada onde morava, na Rua Rufino Alencar. “As pessoas [de uma marmitaria] ouviram os gritos, já a conheciam. Quando a viram desmaiada a levaram para casa [deles] e cuidaram dela”, disse Yolanda.

Conforme os depoimentos, a mãe da jovem só soube do estupro da filha e da morte do companheiro no fim da manhã, quando acordou. Ainda segundo a delegada, com a mãe desmaiada e fora de casa, a jovem ficou sozinha no quarto da pousada onde moravam. “Ele voltou para o quarto dele [na pousada] de madrugada. E de manhã cedo a menina acordou com ele a acariciando e com arma em punho. Ele a levou para o quarto dele”, conta.

A garota, de apenas 13 anos, afirmou ter observado onde o companheiro da mãe deixou a arma durante o estupro. Em um momento de distração dele, pegou o revolver e atirou duas vezes. O homem, que havia deixado o presídio há quatro dias, morreu na hora. Ainda de acordo com a delegada Yolanda Fonseca, a mãe da jovem tinha trabalho regular e a adolescente frequentava a escola normalmente. (G1)

Comentários

Desenvolvido por: