Longa "O Silêncio da Noite é que tem sido testemunha das minhas amarguras" estreia em ST

Longa “O Silêncio da Noite é que tem sido testemunha das minhas amarguras” estreia em ST

4 ago 2017

Documentário dirigido por Petrônio Lorena, com os poetas da fronteira das regiões sertanejas do Cariri paraibano com o Pajeú pernambucano. Os sentimentos, as memórias das histórias e dos versos de poetas falecidos, em sua maioria célebres apenas na região, são os ingredientes para navegar nas ondas da poesia do sertão nordestino.

O longa será exibido em Serra Talhada, no CEU das Artes, no bairro da Caxixola, no dia 11 de agosto, fazendo parte do Festival de Cinema na cidade de Triunfo-PE.

Natural de Serra Talhada, o Diretor do longa, Petrônio Lorena, diz que nunca imaginou fazer cinema. Seu interesse pela área surgiu a partir do convívio com realizadores que foram essenciais para que ele tomasse gosto e se especializasse na área. Esse mesmo estímulo ele pretende passar com seu documentário.

Petrônio, além de cineasta é  também é músico. Ficou dirigiu o documentário “O Gigantesco Ímã”, realizado por ele e por Tiago Scorza, filmado com recursos próprios nas cidades de Serra Talhada e Petrolina. O longa foi reconhecido em vários festivais, entre eles o 8° Festival de Cinema de Triunfo, em 2015, onde ganhou o prêmio principal de melhor longa-metragem do júri oficial, além de melhor trilha sonora, e também no 19º Cine PE, onde recebeu os prêmios de Menção Honrosa e Melhor Trilha Sonora.

Assista o trailer:


Assista o Teaser:

Com informações de Marina Suassuna
Comentários
PUBLICIDADE