Brasil - Mundo

Ministro da Saúde fala em ‘saída progressiva’ de isolamento

O ministro também anunciou um contrato do governo com o laboratório Dasa para o processamento de 30 mil testes por dia.

Por: em 21/04/2020 às 09h08 atualizado em 21/04/2020 às 09h48

Nesta segunda-feira (20), o Ministro da Saúde, Nelson Teich, disse que o Brasil vai quase dobrar o número de testes para o novo coronavírus.

O ministro também argumentou que trabalhará na elaboração de um “programa de saída progressiva, estruturada e planejada” das medidas de distanciamento social necessárias para conter a pandemia do novo coronavírus.

As declarações do ministro foram divulgadas pelo Ministério da Saúde por meio de em um vídeo gravado e editado. Teich não participou da entrevista coletiva ministerial que costuma acontecer diariamente no Palácio do Planalto, em Brasília.

O ministro também anunciou um contrato do governo com o laboratório Dasa para o processamento de 30 mil testes por dia, até o limite de 3 milhões de exames. O contrato teve licitação dispensada com base na lei 13.979/2020, sobre medidas de emergência para combater a pandemia.

Teich esclareceu que o aumento na quantidade de exames não quer dizer que todos os brasileiros vão ser testados.

“Existe hoje a colocação de teste em massa. Tem que deixar claro que testes em massa não significa testar a população toda”, disse o ministro. “A gente vai usar o teste de uma forma que as pessoas testadas vão refletir a população brasileira. Isso vai ser fundamental nesse processo de entender a doença e desenhar a saída.”

Com informações da CNN Brasil.

Comentários

Desenvolvido por: