Brasil - Mundo

Ministro diz que: “Preço do botijão de gás vai cair muito”

“O Paulo Guedes é melhor em números do que eu”, se esquivou.

Por: em 08/08/2020 às 14h23 atualizado em 08/08/2020 às 14h23

Durante uma live realizada nesta sexta-feira (07), o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, informou que o preço do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o popular gás de cozinha, vai ficar mais barato.

Segundo Albuquerque, “o preço do botijão vai cair muito porque nós estamos adotando ações para tornar a concorrência maior no setor”, justificou. Ele afirmou ainda que o produto está disponível em abundância no Brasil, por isso, o preço deve registrar queda.

De acordo com as informações, ao lembrar dos recordes de produção nos últimos meses, o ministro falou que “se hoje nós [Brasil] importamos, em oito anos poderemos ser exportadores de gás natural, mas para isso precisamos de investimentos”, completou.

O chefe da pasta de Minas e Energia afirmou que atualmente o preço médio do botijão de 13 kg custa entre R$ 25,00 e R$ 27,00 nas refinarias e o valor elevado que chega ao consumidor é de responsabilidade das distribuidoras e vendedores.

O valor médio do botijão é de R$ 70, mas já chegou a custar bem mais. Questionado, Bento não confirmou a afirmação do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o preço do produto cairá de R$ 80 para R$ 60. “O Paulo Guedes é melhor em números do que eu”, se esquivou.

“Muitas pessoas estocaram o botijão por causa da pandemia e o próprio revendedor se aproveitou dessa situação, mas agora o consumo já caiu um pouco”, relatou o ministro.

Comentários

Desenvolvido por: