Brasil - Mundo Notícias

Ministro do STF afirma que é preciso acreditar na boa-fé doe Bolsonaro

Por: em 11/09/2021 às 18h30 atualizado em 11/09/2021 às 18h30

Da Folha Pernambuco

O ministro Gilmar Mendes, decano do STF (Supremo Tribunal Federal), afirmou que é preciso acreditar na boa-fé do presidente Jair Bolsonaro ao divulgar uma nota na qual afirma que os ataques feitos à corte no dia 7 de Setembro resultaram do “calor do momento”.

Na Declaração à Nação, Bolsonaro afirma não ter tido “nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes”. Gilmar concedeu entrevista nesta sexta (10), dia seguinte à divulgação do texto pelo Palácio do Planalto.

A mudança no tom de Bolsonaro ocorreu após seguidos xingamentos a integrantes do Supremo. No Dia da Independência, Bolsonaro chegou a chamar Alexandre de Moraes de canalha e falou que não cumpriria decisões do ministro.

Segundo Gilmar, os apoiadores do presidente vivem uma ilusão de que o STF ameaça a governabilidade de Bolsonaro e até integrantes do governo dizem acreditar em notícias falsas a respeito da corte.

“Não cumprimos a meta de vacinação e estamos a praticar esse novo esporte de agressões contínuas e alguns delírios”, afirmou.

Gilmar ainda defendeu o inquérito das fake news e afirmou que, se não houvesse a investigação, o Brasil teria “derrapado para um modelo de perfil muito autoritário”.

Leia também:

Comentários

Desenvolvido por: