Notícias Policial

Mulher de presidiário é morta por engano na PB

Por: em 08/05/2013 às 00h11 atualizado em 08/05/2013 às 00h11

morta por engano

Adriana Paula Ferreira da Silva, 28 anos, foi à Penitenciária de Segurança Média de Mangabeira, hoje cedo, pegar seu companheiro Fabiano Silva do Nascimento, que cumpre pena no regime semi aberto. Quando ia saindo, Fabiano desconfiou de uma movimentação na área externa do presidio e decidiu não sair com a mulher. Mandou-a embora sozinha. Adriana foi. Os bandidos a seguiram e nos Bancários, quando ela parou seu prisma Preto num semáforo, encostaram a moto e a mataram a tiros, pensando que estavam atirando em Adriano.

Comentários

Desenvolvido por: