Brasil - Mundo Notícias

Pernambuco não aposta na vacina russa e vai esperar sinal do governo federal

Por: em 12/08/2020 às 07h22 atualizado em 12/08/2020 às 07h29

O presidente russo, Vladimir Putin, divulgou a primeira vacina registrada no mundo, o governo do Paraná confirmou que assinará convênio com o país para produzir a imunização chamada Sputinik V.

O Estado de Pernambuco, porém, não seguirá os mesmos passos. De acordo com o secretário de Saúde, André Longo, o estado ainda espera sinalização do governo federal.

André Longo disse: “Saudamos a iniciativa da realização russa, mas é preciso ter muita prudência em relação a essa vacina, para não criarmos falsas expectativas. Há necessidade de avaliação pela comunidade internacional dos ensaios clínicos que foram desenvolvidos para a validação dessa vacina.”

E completou: “Em princípio, a gente precisa aguardar mais detalhes sobre esse anúncio da vacina russa e aguardar as próximas manifestações”, disse o secretário durante coletiva realizada nesta terça-feira. “A gente não pode, em nenhum momento, deixar de dizer que obrigação e coordenação desse processo de imunização é do governo federal. É de responsabilidade dele e da Anvisa a possível importação de um insumo como a vacina”.

Nesta quinta-feira (12) o governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), e o embaixador da Rússia, Sergey Akopov, devem firmar o convênio que estava sendo estudado desde julho. Porém, os trabalhos só terão início com a liberação de testes pela Anvisa.

Caso a resposta seja sim, as pesquisas e distribuições das vacinas estarão a cargo do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), que prevê distribuição apenas no segundo semestre de 2021.

Comente aí embaixo sua Opinião! E se você gosta do conteúdo do Portal Nayn Neto nos ajude compartilhando as matérias! Clique e siga a gente no Instagram: @portalnaynneto e no Facebook: Portal Nayn Neto.

Comentários

Desenvolvido por: