Brasil - Mundo Notícias

Vice-presidente Mourão defende realização de cultos e missas

Ele disse: "Tudo depende das pessoas e depende do templo."

Por: em 05/04/2021 às 16h20 atualizado em 05/04/2021 às 16h21

Nesta segunda-feira (05), o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que há “condições” para a realização de missas e cultos apesar do agravamento na pandemia, desde que sejam adotadas medidas de distanciamento.

Mourão fez esta declaração ao ser questionado, durante entrevista no Palácio do Planalto, sobre a decisão do ministro Nunes Marques do STF que liberou cultos e missas no país com a adoção de medidas de prevenção, como uso de máscara e limite de 25% de ocupação nas igrejas e templos.

A decisão individual e provisória (liminar) de Nunes Marques foi divulgada neste sábado (03), véspera do domingo de Páscoa, e surpreendeu prefeitos que proibiram cultos e missas como uma forma de tentar amenizar os casos de Covid-19. O ministro interpretou que impedir as atividades presenciais viola a liberdade religiosa.

Diante da expectativa por uma decisão do plenário do STF sobre o tema, Mourão disse que a liberação das atividades religiosas deve ser debatida “a fundo”. Na opinião dele, a situação depende das condições que cada templo e igreja oferecem.

“Tudo depende das pessoas e depende do templo. Se você tem uma igreja que tem um espaço bom, você limita a 20, 30 pessoas separadas, duas por banco, vamos colocar assim, todo mundo de máscara, obviamente, acho que há condições. Agora, quando são templos apertados e muita gente lá dentro, é óbvio que não é conveniente”, afirmou.

Questionado se o aval pode agravar a situação da pandemia, que já provocou mais de 330 mil mortes no Brasil, o vice-presidente argumentou que missas e cultos são diferentes de festas porque são frequentados por pessoas mais “disciplinadas”.

“As pessoas que frequentam culto e templo, né, são pessoas até mais disciplinadas”, disse Mourão “É diferente de balada, essas festas clandestinas que acontecem. Não vou colocar no mesmo nível isso aí, são atividades totalmente distintas. Uma é espiritual e a outra é corporal, vamos dizer assim”, complementou o vice-presidente. Informações do Blog do Magno

Comentários

Desenvolvido por: